O sobrepeso a obesidade pode ter muitas causas orgânicas que passam longe de todo esse descuido – e muitas vezes também se alimenta dele. Nestes caos, a Cirurgia Bariátrica surge como a grande esperança de uma qualidade de vida melhor.

Mas como toda grande intervenção no organismo, também tem seus riscos, muitas exigências depois para realmente funcionar para sempre.

E as pessoas devem avaliar bem se esta é a melhor ou se é a única opção. Muitas vezes nem pode fazer a Cirurgia Bariátrica. Então como fica? Sofrendo de obesidade por toda a vida?

O que pode ser melhor: Cirurgia Bariátrica ou emagrecimento por dieta? Não há uma resposta fechada. Cada pessoa tem uma história, um organismo. O mais importante é ter a orientação correta, pesar as opções e fazer a melhor escolha!

Cirurgia Bariátrica

A Cirurgia Bariátrica é um procedimento altamente invasivo pois, independente do método que for usado, vai alterar uma série de processos internos para levar ao resultado esperado.

É recomendada para quem tem obesidade mórbida, que deve ser atestada por um médico.

A partir daí, começam os exames e o período de preparação para a cirurgia, incluindo o preparo emocional, pois gera-se uma expectativa muito grande pelos resultados e o pós-operatório será decisivo, e com muitos esforços do paciente.

Muitas pessoas acham que a cirurgia por si resolve, mas é uma meia verdade. Sem dúvidas, ela traz uma série de vantagens logo após a intervenção:

  • Redução significativa de peso
  • Regularização da pressão
  • Controle ou eliminação do quadro de diabetes
  • Redução do nível de colesterol bom
  • Maior vitalidade e disposição para as tarefas e exercícios
  • Retorno da autoestima
  • Mais vontade de ter vida social

Por outro lado, o paciente terá uma série de cuidados já a partir do pós-operatório para que as condições sejam mantidas.

Após 18 meses, o normal é que o peso se estabilize e pode haver na maioria dos casos, e é natural, um reganho de 20% sobre o peso após a cirurgia. Como os especialistas avisam, não há procedimento bariátrico que impeça algum reganho.

Mas ele ultrapassar os 20%, entra em uma faixa de risco de perda de todos ou parte dos muitos benefícios da cirurgia.

Podemos ver que a Cirurgia Bariátrica é uma excelente forma de resolver os casos de sobrepeso e obesidade mórbida. Porém os pacientes devem ser preparados para uma grande mudança de hábitos (principalmente a atividade física) visando manter os resultados e se sentir motivados e felizes para sempre!

Dieta Alimentar

Se compararmos com a Bariátrica, a grande vantagem da Dieta Alimentar é a forma natural, sem intervenção cirúrgica e medicamentos, para emagrecer.

Existe uma série de dietas que realmente podem ajudar a perder peso gradativamente – que é o melhor processo: a pessoa se sente motivada a continuar e são comuns os casos de quem se tornou até obcecada por atividade física e comer de forma saudável.

Uma dieta sozinha, mesmo balanceada, pode trazer bons resultados a médio prazo, mas precisará de exercício físico para aumentar a perda de peso e manter o resultado, além de tonificar os músculos, trazendo a aparência saudável que todas nós desejamos.

Concluindo…

Se o caso é de obesidade grave, a Bariátrica pode ser uma forma rápida de ter um grande resultado, transformar o astral e motivar para começar a fazer o que é preciso para manter: alimentação saudável e atividade física. Porque sem eles, os resultados vão cair bastante.

Por outro lado, tentar perder peso com Dieta Alimentar e exercícios é uma forma natural, mais segura de emagrecer, além de não precisar fazer uma cirurgia e passar pelo pós-operatório complicado dela.

De qualquer, converse com seu médico sobre a sua situação de excesso de peso e entenda o que você pode tentar sozinha, como um desafio pessoal que sempre faz muito bem ao ego!

E se você escolher emagrecer fazendo dietas e atividades físicas, um suplemento que pode te ajudar é o Lipo 6 Nutrex.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *