Resenha: Velozes e Furiosos 8

Olá amores! Tudo bem?

Hoje trouxe para vocês a resenha de um super filme que vi no cinema semana passada com meu namorado. Ficamos completamente malucos com esse filme. Assistimos em 3D e eu simplesmente amei, os esfeitos especiais utilizados imploram por um 3D, você se sente ainda mais parte do filme.

Não podia deixar de trazer essa resenha para vocês que me alegrou demais a fazer. Como muitos sabem sou apaixonada por cinema e dessa vez não foi diferente, haviam me falado super mal do filme e eu me encantei com tudo. A diversidade do mesmo mostra que é capaz trazer romance para um filme cheio de adrenalina. Então vamos lá!!

Um filme escrito por Chris Morgan e com direção do diretor F. Gary Gray, volta com tudo, como um reinicio. Após a morte de Paul Walker entre as filmagens de Velozes e Furiosos 7, o filme retorna ainda mais impressionante, podemos sentir a falta que o personagem faz e ao mesmo tempo podemos babar com a dedicação dos diretores de dar ao personagem um final eterno.

Para mim a franquia de Velozes e Furiosos pode ser eterna, não me canso de ver e rever os filmes, pois sempre bate aquela vontadinha de pegar um carro e sair por ai em alta velocidade dirigindo igual aos personagens, quem sabe um dia.

Sinopse: Dom (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) estão curtindo a lua de mel em Havana, mas a súbita aparição de Cipher (Charlize Theron) atrapalha os planos do casal. Ela logo arma um plano para chantagear Dom, de forma que ele traia seus amigos e passe a ajudá-la a obter ogivas nucleares. Tal situação faz com Letty reúna os velhos amigos, que agora precisam enfrentar Cipher e, consequentemente, Dom.

O filme trás consigo vários gêneros, romance, ação, suspense e até leves cenas de comédia. Velozes e Furiosos 8 ainda trás como principal a família, para aqueles que já assistiram a franquia e sabem que é o ponto principal dos filmes. Não poderíamos nem imaginar que Dom, aquele que sempre poe a família em primeiro lugar, os trairia, mas por uma razão a qual nem imaginaríamos.

Cipher (Charlize Theron) uma mulher que surge inesperadamente manipula Dom ( Vin Diesel) a causar diversas sabotagens contra aqueles que ele ama e que jamais faria qualquer mal. De inicio me perguntei o porque daquilo, já que um pouco de suspense é colocado nas cenas, para que fique algumas perguntas em nossas cabeças. Letty (Michelle Rodriguez) fica inconformada, pois o marido em plena lua de mel acaba por trair todos aqueles que fazem parte do seu time de ilegalidade.

Os efeitos ficaram ainda mais impressionantes, ainda temos carros explodindo, aviões caindo e tudo o que jamais imaginaríamos acontecer em uma vida real, mas que com certeza acontece. Logo vemos que o mistério do porque de Dom se unir aos vilões para acabar com aqueles que ele ama, tem um motivo maravilhoso e que realmente mostra que família é muito mais do que imaginamos, havia um que a amais ali e que fez toda a diferença na trama, principalmente porque é ele que dará um final eterno ao personagem de Paul Walker.

Para mim é um dos melhores filmes da franquia e eu amei demais, vale a pena assistir e entender qual o principal motivo dele fazer tudo isso. Os efeitos estão cada vez mais impressionantes, vale muito a pena assistir. Sem contar o elenco ma-ra-vi-lho-so!!

Já assistiram? O que acharam?

Velozes & Furiosos 8 : Poster

Título Original: The Fate of the Furious
Título Brasileiro: Velozes e Furiosos
Distribuidor: Universal Pictures
Direção: F. Gary Gray
Elenco: Vin Diesel, Dwayne Johnson, Jason Statham
Gêneros: Ação, Suspense

 

TALVEZ VOCÊ GOSTE ❤

41 comentários

  1. Olá flor, tudo bem?
    Eu não sou muito fã dessa franquia, então nem sempre assisto os filmes. Mas essa é a primeira resenha que li, e gostei bastante. Não sei se conseguirei ir ao cinema, mas procurarei na internet depois.

  2. Oii Letícia! Eu sempre gostei bastante da franquia Velozes e Furiosos, embora o primeiro ainda seja meu favorito. Achei que depois de alguns, acabou indo para um caminho diferente do primeiro, focando mais nas cenas extremas de ação e em vilões super tecnológicos. Pra mim, o primeiro é o mais preocupado com a realidade de verdade, sabe. De qualquer forma, vi todos, inclusive alguns no cinema e foi muito dolorido assistir o final do 7. O 8 sem o Paul deve ser de partir o coração, mas igual preciso conferir. Beijos!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *