Quando as pessoas imaginam uma médica ou uma enfermeira, logo vem à mente uma profissional usando um jaleco, não é mesmo?

É um associação impossível de retirar e até mesmo saudável, afinal o jaleco é o uniforme pelo qual essas e outras profissionais são reconhecidas – e com destaque na área da Saúde. E o jaleco não é uma peça de vestuário que diferencie uma médica em um ambiente, por exemplo.

Há algo mais na importância desta peça de roupa no dia a dia do trabalho dos profissionais da área da Saúde. Vamos falar um pouco disso.

O jaleco é a identidade visual da profissional de Saúde

Lembra da frase a primeira impressão é que fica? Pois mais do que identificar uma profissional de Saúde em um ambiente médico, o jaleco é a identidade visual mais forte na sua carreira.

É o item que vai traduzir da forma mais abrangente a personalidade da profissional, seus valores e seu cuidado com a profissão. Por isso é preciso que o jaleco seja pensado da melhor forma:

Limpeza do jaleco

Ele deve estar sempre limpo no primeiro contato com um cliente em um ambiente médico, O paciente associa um jaleco sujo à falta de higiene da profissional ou descuido – o que ele não espera de uma médica.

Por este motivo, é importante ter sempre mais de um para uma eventual troca.

Cores do jaleco

Não existe mais a ditadura do branco – mas também não precisa ser condenado! O importante é que jalecos podem ser de cores alternativas, mas sempre se sugere tons claros delas – isso suaviza a relação com o paciente.

Jalecos escuros são elegantes, mas devem se restringir a consultórios e algumas especialidades – não combina muito com a pediatria e a geriatria, onde os tons leves ajudam a reduzir o estresse.

Para a pediatria, os jalecos estampados são uma ótima opção. Além de ajudar na relação com a criança, eles marcam a sua personalidade como uma profissional que quer a aproximação com o paciente.

Logomarca do jaleco

Aposte em fontes simples de ler e em tamanhos adequados – se você é uma geriatra, as letras devem ser maiores e em tons escuros. Com as crianças, uma logomarca divertida ajuda, além de letras coloridas – tudo para distrair os pequenos.

O jaleco é a garantia de segurança de profissional e paciente

O jaleco é um EPI – Equipamento de Proteção Individual – fundamental para a atividade de médicas, enfermeiras, técnicas de laboratórios e outras profissionais ligadas à Saúde.

O objetivo dele, como EPI, é proteger a profissional:

  • De contato com produtos químicos que precisam ser manipulados durante os procedimentos;
  • De contato som sangue e fluidos dos pacientes;
  • Que as roupas de uso pessoal não sejam contaminadas por microrganismos que sempre estão presentes no ambiente;
  • Proteger profissional e paciente em outras situações que possam colocar em risco a saúde de ambos.

Alguns cuidados com o jaleco

  • Ao transportar para casa, usar um saco descartável que isole ele de outros objetos;
  • Lavar diariamente;
  • Se for lavar em casa, coloque apenas ele na lavadora;
  • Seque ao sol e por bastante tempo – ou por um tempo e depois mais tempo na sombra se o jaleco for de tons médios ou escuros de cor;
  • Passar com a temperatura adequada ao tecido;
  • Após passar, deixar esfriar pendurado e guardar dobrado em um saco plástico.
  • Nunca use o jaleco molhado.

Não deixe faltar jaleco em seu armário de trabalho, pois sem ele você pode até não conseguir trabalhar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *